sexta-feira, 17 de abril de 2015

APAGOU-SE



       No passado eu era escuro e sereno, como um gélido frio de inverno, como quem nunca tinha tido uma razão para sonhar.
       Mas você cruzou a minha estrada, e me iluminou intensamente não havia mais escuridão, não havia mais luz, em seu lugar havia luz, loucura, vida, e eu pensei que o dia de sua partida nunca chegaria, mas chegou e você se foi, você me quebrou, e toda luz que estava dentro de mim apagou-se, meus dias ensolarados se transformaram em tempestades infernais, e eu continuo sozinho na chuva, continuo aqui sem você, meu coração apagou-se, hoje sou apenas um fantasma na terra dos vivos, aprisionado na minha própria mente, você me libertou de mim, para depois me deixar aqui sozinho, como vou seguir sem você para me dar a mão? Como poderei brilhar de novo se você era minha luz e agora que você se foi tudo se apagou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário